Boas vistas

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

BARRAGEM DA BARRELA- Rio Pinhão

Este pedaço de terra é sem dúvida agreste, pedregoso e de beleza única. Enclave de duas serras, a da Cabreira e da Padrela, planalto, terra de nascentes de água. Esta barragem é muito recente, e inundou as terras entre a Barrela, Torre do Pinhão e Pinhãocel. Toponímia estranha, mas de história antiga.
Perto, bem perto da barragem a ponte romana das terras de Jales, ponto de escoamento de há longa data do ouro que era explorado nas minas de Campo de Jales, que os romanos já exploravam.
Rodear a barragem é um percurso possível, em cerca de 2 horas e perto de 7 ou 8 quilómetros.


A ponte romana, por onde está inscrito um trilho da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, penso que o "trilho da Vreia".



A estrada que liga à Barrela.

El caminero.


The road.










A capela da Sra. dos aflitos, mais conhecida pela romaria dos Carrujos.


Este é o ponto da foz da Ribeira da Carva no Rio Pinhão.


O pontão da barragem.


Luz no lago.

E a" Senhora do Lago".

Inundações.









1 comentário: